quarta-feira, março 15, 2006

Cenas de um Equívoco com 800 e tal anos (também conhecido como, Portugal) - III

Professora foi agredida numa escola secundária dos Olivais.
Por um jovem que entrou no estabelecimento de ensino.

Segundo os dados do próprio Gabinete de Segurança do ME, divulgados em Novembro último, a violência escolar aumentou no ano lectivo de 2004/2005, com mais de 1200 casos registados.

Na verdade, ainda não atingimos o nível de violência escolar praticado por exemplo nos EUA, nem ainda tivemos nenhum caso semelhante ao que ocorreu numa escola de Columbine.
Mas também não é menos verdade que não temos dinheiro (ou não é canalizado) para ter a Segurança Pública necessária para evitar este e outros problemas.
E também não é menos verdade que (não pondo em causa o profissionalismo e empenho dos nossos agentes de Segurança Pública), não é a retirar "privilégios", congelar promoções, bloquear carreiras profissionais e pagar salários de 750 euros, que se obtém bons níveis de motivação, para estes profissionais arriscarem a própria vida, no desempenho das suas funções.
Quanto aos Professores, é-lhes pedido que, para além de ensinar, sejam também Pais (porque a maioria dos legítimos demite-se dessas funções) dos seus alunos e simultaneamente, agentes da autoridade, ao preço médio de 1000 euros mensais.
Mas tudo isto não interessa para nada. O que realmente interessa (em especial, ao próprio) é que um deputado da Nação, continue a ter direito a reformar-se após 8 anos de serviço.
Viva a República...

1 comentário:

JR disse...

Eu não poderia nunca ser professor com com a irreverência e a má educação da juventude de hoje.
Ás vezes a incompetência dos professores também ajuda, mas ...