sexta-feira, abril 27, 2007

41 - Méritos

Socialista nega que convite tenha tido conotações partidárias.
Pina Moura diz que foi convidado pela Prisa por ter méritos como gestor.
26.04.2007 - 23h13 Lusa
Evidentemente. E também ainda há quem acredite no Pai Natal!

40 - Mais Um

PSD em silêncio sobre notificação de Carmona Rodrigues como arguido
26.04.2007 - 23h40 Lusa

quinta-feira, abril 26, 2007

39 - Está alguém aí fora?

A apenas 20 anos-luz de distância
Encontrado planeta como a Terra
O planeta descoberto e ainda sem nome orbita a estrela Gliese-581 a 20 anos-luz da Terra e está localizado na constelação de Balança.


Se existir vida inteligente neste planeta, devem estar já a preparar a fuga, antes que lá cheguemos!

38 - Guernica

70 anos

quarta-feira, abril 25, 2007

37 - 25 de Abril (Produtos)

Isaltino M.

F. Felgueiras

Pinto da C.

V. Loureiro

---------------------
A. Vara
Celeste C.
V. Constâncio
"And so on"

36 - 25 de Abril

No dia 22 de Junho de 2005, o Sr. Ministro da Defesa Nacional (MDN), a propósito das medidas de austeridade que o novo governo se preparava para adoptar, declarou o seguinte:

«As Forças Armadas (FA) "não podem ficar à margem do esforço de ajustamento" que o país terá de fazer para resolver os "problemas complicados" do défice das contas públicas.»

Deve admitir-se que, no contexto em que foram produzidas, estas declarações podem considerar-se sensatas, justas e passíveis de grande aceitação. Todavia, pelas mesmas razões, numa época de maior abundância, também às FA e aos militares caberia o usufruto das melhorias operacionais e sociais concedidas à generalidade dos cidadãos. E é aqui, precisamente, que o MDN perde a razão toda. Se esta argumentação fosse séria, os militares teriam sido beneficiados durante a última “época de vacas gordas”, quando a despesa pública aumentou em praticamente todos os sectores do Estado. Sabemos, melhor do que ninguém – e as estatísticas não deixam de o evidenciar –, que foi justamente na década de 90 que as restrições orçamentais se abateram, impiedosamente, sobre as Forças Armadas. Basta citar um exemplo: em 1979, um coronel/capitão-de-mar-e-guerra tinha um vencimento-base de 22.700$00, exactamente o mesmo de um professor catedrático; em 1998, o militar passou para 422.000$00 e o professor para 682.100$00, estabelecendo uma diferença de mais de 61%. Porquê? Perguntar-se-á. Muito simplesmente porque os militares, não só não estavam habituados a reivindicar, como não tinham como o fazer, sem sair da legalidade.
Abandonados por uma hierarquia que, salvo honrosas excepções, nunca deixou de reconhecer que estava ali por nomeação da entidade com quem teria de negociar, a ocorrência da reforma do ministro Fernando Nogueira, em 1992, acabou por, inevitavelmente, lançar muitos militares para a luta pela legalização do associativismo militar – à semelhança, de resto, de grande parte dos seus camaradas europeus. A classe política, geralmente pouco conhecedora da realidade militar, apostou na subordinação e na disciplina dos militares como segurança para o desprezo absoluto que, desde então vem votando às FA. Parecia-lhe que tinha descoberto a fórmula ideal para ter militares baratos e mansos.
A reforma do ministro Fernando Nogueira implicou a perda de diversos “direitos adquiridos”, incluindo, entre outros, o direito que os militares do QP tinham, até então, de, após a passagem à reserva, permanecerem nessa situação até perfazerem 70 anos de idade. Pela aplicação da nova lei, e, decorrido um período de transição, passou a ser de cinco anos o tempo máximo de permanência na reserva. Após esses cinco anos, o militar passou a ser reformado, compulsivamente, independentemente da idade. Esta alteração, iria provocar sérias perdas nas pensões de reforma, situação que o poder político pareceu considerar, prometendo criar um complemento de pensão para esses casos. Volvidos oito anos – repito, oito anos –, a Assembleia da República aprovou, por unanimidade, a Lei 25/2000, de 23 de Agosto, que reconhecia o direito dos militares abrangidos ao devido complemento. Parecia o fim de um pesadelo, mas não foi, porque a lei logo foi parar a uma gaveta. Perante mais esta prova de desconsideração para com os militares, em 27 de Maio de 2004, as associações de militares entregaram na Assembleia da República (AR) uma petição, com 5.371 assinaturas de militares das diversas categorias, na sua esmagadora maioria na situação de activo, em que, entre outras coisas, se voltava a pedir o CUMPRIMENTO DA LEI 25/2000. Sim, é verdade, as associações de militares, não podendo recorrer à greve para fazer valer os seus direitos, entregaram, no órgão de soberania que produz leis, uma petição em que, muito simplesmente, punham a nu a ilegalidade da acção do governo. Estamos em 2005, passaram-se treze anos sobre a reforma do ministro Nogueira e a lei continua por aplicar.
Face a esta gritante ilegalidade, quando os militares, muito disciplinadamente, se atrevem a recorrer aos poucos meios que lhes restam para fazer valer os seus desprezados direitos, ainda tem o poder político a ousadia de os censurar e fazer apelos ao cumprimento das leis que é o primeiro a violar. Sim, porque o que está em jogo é muito simples: entre os militares e o poder político estabelece-se um CONTRATO, designado por CONDIÇÃO MILITAR, segundo o qual, para viabilizar o cumprimento de missões vitais para a Nação e de elevado risco pessoal para quem as desempenha, são retirados aos primeiros uma série de direitos – entre os quais os direitos dos trabalhadores. O poder político, em contrapartida, retribui essa perda com a concessão de «especiais direitos, compensações e regalias, designadamente nos campos da Segurança Social, assistência, remunerações, cobertura de riscos, carreiras e formação». É muito evidente, por conseguinte, que o CONTRATO da CONDIÇÃO MILITAR se encontra em vias de ruptura, por exclusiva responsabilidade dos sucessivos governos. Quando uma das partes de um contrato deixa de cumprir, não pode esperar da outra parte uma eterna complacência.
Há em todo este comportamento do poder político um pecado maior: sendo as FA um dos pilares do Estado, tudo o que se faça para destruir o moral dos seus servidores é autêntico crime de lesa-pátria. Dizia Napoleão Bonaparte que «na guerra, o moral está para o físico como três para um», querendo, com essas palavras, dar o relevo devido à componente anímica do potencial de combate. A forma arrogante, insensível e incompetente como o poder político vem tratando os militares é, por conseguinte, uma forma de corrupção do seu moral. Com uma agravante de tomo: falhadas todas as oportunidades de parecerem estar a tratar com os militares, usando de boa fé, retiraram aos chefes militares de todas as patentes qualquer tipo de argumentação capaz de conter a revolta que vai crescendo. Hoje em dia, o único argumento que um comandante pode utilizar para serenar os seus subordinados é a disciplina, mas SEM ESPERANÇA.



Texto enviado por e-Mail.

35 - A Fairy-Tale

O António José Morais é primo em primeiro grau da Dr.ª Edite Estrela. É um transmontano tal como a prima que também é uma grande amiga do Eng. Sócrates. Também é amigo de outro transmontano, também licenciado pela INDEPENDENTE o Dr. Armando Vara, antigo caixa da Caixa Geral de Depósitos e actualmente Administrador da Caixa Geral de Depósitos, grande amigo do Eng. Sócrates e da Dr.ª Edite Estrela.

O Eng. Morais trabalhou no prestigiado LNEC (Laboratório Nacional de Engenharia Civil), só que devido ao seu elevado empreendorismo canalizava trabalhos destinados ao LNEC, para uma empresa em que era parte interessada.
Um dia foi convidado a sair pela infeliz conduta.

Trabalhou para outras empresas entre as quais a HIDROPROJECTO e pelas mesmas razões foi convidado a sair.

Nesta sua fase de consultor de reconhecido mérito trabalhou para a Câmara da Covilhã onde vendeu serviços requisitados pelo técnico Eng. Sócrates.

Daí nasce uma amizade.

É desta amizade entre o Eng. da Covilhã e o Eng. Consultor que se dá a apresentação do Eng. Sócrates à Dr.ª Edite Estrela, proeminente deputada e dirigente do Partido Socialista.

E assim começa a fulgurante ascensão do Eng. Sócrates no Partido Socialista de Lisboa apadrinhada pela famosa Dr.ª Edite Estrela, ainda hoje um vulto extremamente influente no núcleo duro do líder socialista.

À ambição legítima do político Sócrates era importante acrescentar a licenciatura.

Assim o Eng. Morais, já professor do prestigiado ISEL (Instituto Superior de Engenharia de Lisboa) passa a contar naquela Universidade com um prestigiado aluno – José Sócrates Pinto de Sousa, bacharel.

O Eng. Morais, demasiado envolvido noutros projectos, faltava amiúde às aulas e naturalmente foi convidado a sair daquela docência.

Homem de grande espírito de iniciativa, rapidamente se colocou na Universidade Independente.

Aí o seu amigo bacharel José Sócrates, imensamente absorvido na política e na governação seguiu – o “porque era a escola mais perto do ISEL que encontrou “.

E assim se licenciou, tendo como professor da maioria das cadeiras (logo quatro) o desconhecido mas exigente Eng. Morais. E ultrapassando todas as dificuldades, conseguindo ser ao mesmo tempo Secretário de Estado e trabalhador estudante, licencia-se, e passa a ser Engenheiro, à revelia da maçadora Ordem dos Engenheiros, que segundo consta é quem diz quem é Engenheiro ou não, sobrepondo-se completamente ao Ministério que tutela o ensino superior.

(Ora se é a Ordem que determina quem tem aptidão para ser Engenheiro devia ser a Ordem a aprovar os Cursos de Engenharia; La Palisse diria assim)

Eis que licenciado o governante, há que retribuir o esforço do HIPER MEGA PROFESSOR, que com o sacrifício do seu próprio descanso deve ter dado aulas e orientado o aluno a horas fora de normal, já que a ocupação de Secretário de Estado é normalmente absorvente.

E ASSIM FOI:

O amigo Vara, também secretário da Administração Interna, coloca o Eng. Morais como Director Geral no GEPI, um organismo daquele Ministério.
O Eng. Morais, um homem cheio de iniciativa, teve que ser demitido devido a adjudicações de obras não muito consonantes com a lei e outras trapalhadas na Fundação de Prevenção e Segurança fundada pelo Secretário de Estado Vara.
(lembram-se que foi por causa desta famigerada Fundação que o Eng. Guterres foi obrigado a demitir o já ministro Vara (pressões do Presidente Sampaio), o que levou ao corte de relações do Dr. Vara com o Dr. Sampaio, e segundo consta ao ódio de estimação que o Dr. Vara nutre pelo ex-Presidente.

O Eng. Guterres farto que estava do Partido Socialista (porque é um homem de bem, acima de qualquer suspeita, íntegro e patriota) aproveita a derrota nas autárquicas e dá uma bofetada de luva branca no Partido Socialista, mandando todos para o desemprego.

Seguem-se o Dr. Durão Barroso e o Dr. Santana Lopes que não se distinguem e assim volta o Partido Socialista comandado pelo Eng. Sócrates que GANHA AS ELEIÇÕES COM MAIORIA ABSOLUTA.

Eis que, amigo do seu amigo é, e vamos dar mais uma oportunidade ao Morais, que o tipo não é para brincadeiras.

E o Eng. Morais é nomeado Presidente do Instituto de Gestão Financeira do Ministério da Justiça.

O Eng. Morais, homem sensível e de coração grande, tomba de amores por uma cidadã brasileira que era empregada num restaurante no Centro Comercial Colombo.

E como a paixão obnubila e a mente trai a razão, nomeia a cidadã brasileira Directora de Logística dum organismo por ele tutelado a ganhar 1.600 € por mês. Claro que ia dar chatice, porque as habilitações literárias (outra vez as malfadadas habilitações) da pequena começaram a ser questionadas pelo pessoal que por lá circulava.
Daí à história ser publicada no “24 HORAS” foi um ápice. E assim lá foi o apaixonado Eng. Morais despedido outra vez.


Texto enviado por e-Mail.

segunda-feira, abril 23, 2007

34 - Eusébio da Silva Ferreira

Futebolista português, nasceu a 25 de Janeiro de 1942, em Lourenço Marques (actual Maputo). Representou os clubes Sporting de Lourenço Marques (1959/1960), Sport Lisboa e Benfica (1960/1976) e Sport Clube Beira-Mar (1976/1977). Foi 64 vezes internacional e representou pela primeira vez a selecção nacional a 8 Outubro de 1961. Alinhou contra a Inglaterra a 23 de Outubro de 1963, fez parte da selecção europeia em 1964 e da do mundial em 1966. Foi considerado o melhor jogador da Europa em 1965, foi o melhor marcador do Mundial de 1966 e ainda o melhor futebolista do Mundial desse ano, segundo o jornal inglês News of the World.
Ao serviço do Benfica, Eusébio conquistou 10 campeonatos nacionais, 1 Taça dos Clubes Campeões Europeus e 5 Taças de Portugal. Foi também o melhor marcador do futebol português ao apontar 733 golos em 746 jogos.
Eusébio, o maior símbolo do Benfica e do futebol português era conhecido como a "pantera negra"; no Estádio da Luz foi colocada uma estátua em sua homenagem.
Dotado de uma velocidade e potência incomparáveis, é considerado um dos maiores jogadores da História do futebol. Em 2004 , numa votação online organizada pela UEFA, foi votado como um dos 10 melhores jogadores europeus de sempre.

Eusébio da Silva Ferreira. In Diciopédia X [DVD-ROM]. Porto : Porto Editora, 2006. ISBN: 978-972-0-65262-1

As melhoras rápidas para o Pantera Negra!

33 - Futurama


32 - Boris Yeltsin

Político russo, Boris Nicolaevitch Ieltsin nasceu em 1931. Subiu na hierarquia do Partido Comunista da União Soviética com a ajuda de Mikhail Gorbachev. Porém, os dois vieram a afastar-se e a tornar-se rivais políticos. Foi presidente do município de Moscovo entre 1985 e 1987. Em 1991, foi o principal opositor de um golpe de Estado que visava derrubar Gorbachev, tornando-se nesse mesmo ano o primeiro presidente eleito da História da Rússia. Foi reeleito em 1996. Entretanto, tornou-se o líder efectivo da Comunidade de Estados Independentes. Boris Ieltsin demitiu-se do cargo de Chefe de Estado a 31 de Dezembro de 1999. A partir desta data, depois da passagem do cargo para Vladimir Putin, Boris Ieltsin tem-se mantido muito discreto na sua casa nos arredores de Moscovo, retirado da vida política activa e sem aparições mediáticas de destaque.

Boris Ieltsin. In Diciopédia X [DVD-ROM]. Porto : Porto Editora, 2006. ISBN: 978-972-0-65262-1

31 - Cristiano Ronaldo

Melhor do ano e melhor jovem.
Cristiano Ronaldo domina prémios em Inglaterra.

Extremo português é o primeiro jogador a arrecadar os dois prémios no mesmo ano desde Andy Gray, em 1977.

30 - Turismo Preventivo


quarta-feira, abril 18, 2007

28 - Bombástico

Hoje ficou definitivamente tudo esclarecido!

27 - Brasil - Os Senhores das Favelas

BRASIL
Mais de cem mortos em onda de violência desde Fevereiro.
No Estado do Rio de Janeiro, a violência já fez cerca de uma centena de mortos desde o início de Fevereiro, estendendo-se ao Estado de São Paulo. A morte de uma criança de seis anos, quinta-feira, indignou a sociedade brasileira.
TSF 10 de Fevereiro 07

terça-feira, abril 17, 2007

26 - Os Salteadores da Verdade Perdida


Uma pesquisa profunda.

25 - Virgínia Tech

Trinta e duas pessoas, na sua maioria estudantes, foram mortas por pelo menos um homem armado na Universidade de Virgínia Tech.

Há pessoas que a determinada altura da vida, atingem estados de desespero ou anomia que as impelem a tomar atitudes radicais. Em países onde o acesso às armas é fácil, as consequências dessas atitudes tornam-se dramáticas.

sábado, abril 14, 2007

24 - O meu "MBA"


UNI vai investigar certificados de Sócrates e admite existência de falsificações
LUSA, 14 de Abril, 23:18

Se o PM com um curso de um mês em “Higiene Sanitária” chamou-lhe Pós-graduação, então aqui está o meu “MBA” em Gestão Empresarial, um curso de quatro meses!

23 - Sucesso Nacional

Avançado ganha 25 mil euros/dia
Cristiano Ronaldo é o futebolista mais bem pago do mundo

Num país que se diz desenvolvido e os seus cidadãos são os mais mal pagos, de entre os países desenvolvidos da União Europeia, é bom ver um Português como o mais bem pago do mundo.

E não precisou de acumular várias reformas e indemnizações por “saltar” entre empresas do Estado. Nem é Director na CGD!

22 - Um País de "Sistemas"

Avança semanário "Expresso"
Luís Arouca não era reitor quando autorizou matrícula de José Sócrates
14.04.2007 - 09h10

Somos um país de “Sistemas”.
É o “Sistema “ no Futebol; é o “Sistema” na Política; é o “Sistema” nas Autarquias; é o “Sistema” nas Universidades; é o “Sistema” nas Obras Públicas; é o “Sistema” …
Só o Sistema Económico Nacional teima em não evoluir!

quinta-feira, abril 12, 2007

21 - Exemplo Nacional

Deputada comunista deixa hoje a Assembleia da República
O "adeusinho" de Odete Santos do Parlamento
12.04.2007 - 10h07 PÚBLICO

Não estou de acordo com a filosofia política e económica defendida por Odete Santos e pelo PCP. Já no que concerne à defesa dos direitos dos cidadãos, integridade e idoneidade políticas, considero a ainda Deputada Odete Santos como uma excelente parlamentar e um exemplo para o país.

Ideologias à parte, dá vontade de dizer “Até amanhã camarada”!

quarta-feira, abril 11, 2007

20 - Teorias da Relatividade


Depois da vergonhosa entrevista convocada pelo PM na RTP, concluo o seguinte (que exponho através de uma analogia):

Se o PM de hoje, fosse um dos militares que passearam fardados no Rossio no dia 23 de Novembro de 2006, teria dado um enorme exemplo à Nação, através da prática do exercício dos Direitos de Cidadania porque, não estando o país em “Estado de Guerra”, “Estado de Emergência” ou “Estado de Sítio”, esse militar estaria a defender os seus direitos (no caso - passear fardado na via pública) e os dos demais cidadãos, consagrados na Constituição da República Portuguesa, militares esses que juraram defender a dita “Até com o sacrifício da própria vida”.
Como nenhum desses militares é hoje PM nem membro do Governo, "merecem" ser gravemente punidos por pôr em risco “A coesão e a disciplina das Forças Armadas Portuguesas”.
Já agora quero dizer ao Sr. Primeiro-ministro que eu não tive o “mérito” de ter estudado no ensino superior durante 6 anos para concluir a minha Licenciatura, porque tive o “demérito” de a ter concluído ininterruptamente, do 1.º ao último ano, de uma forma “limpa e clara”. E como trabalhador-estudante!

terça-feira, abril 10, 2007

19 - Público e (RAP) Visão


Primeiro-ministro explica-se amanhã na RTP
Sócrates fala depois de três semanas de notícias sobre a sua licenciatura em Engenharia Civil
10.04.2007 - 07h34 Ricardo Dias Felner

segunda-feira, abril 09, 2007

18 - O Despacho Gago

Por degradação das condições pedagógicas
Ministro anuncia encerramento compulsivo da Universidade Independente

09.04.2007 - 18h22 PUBLICO.PT

O Ministro com este despacho conclui que a UNI só teve anomalias a partir de 2006.

Está cumprida a Missão – defender acerrimamente a posição do seu chefe!

17 - Web 2.0

Especialistas promovem conduta de utilização da blogosfera

De acordo com uma notícia avançada pelo New York Times, vários especialistas da área, incluindo Jimmy Wales, o criador da Wikipedia, reuniram-se e expressaram o desejo de banir da Internet todos os "blogs desagradáveis" e que não se adeqúem ao espírito original associado ao conceito de blogs.
Na semana passada, Tim O'Reilley, conhecido por popularizar o termo Web 2.0, juntou-se a Wales com o objectivo de começarem a ser traçadas as normas que definem as boas práticas na blogosfera.

16 - Manu Militari

Candidato francês Le Pen defende e aconselha aos jovens, o método “Manu Militari”.
Anna Willard - Reuters
O globoonline

sábado, abril 07, 2007

15 - Páscoa

Morte em assalto à mão armada

Funcionária de posto gasolina em Benavente foi morta pelos assaltantes
Três homens assaltaram ontem à noite uma bomba de gasolina de Benavente. O assalto à mão armada terminou com a morte da funcionária do posto.

14 - Páscoa

Operação Páscoa
Cinco mortos e 12 feridos graves nos dois primeiros dias

A Brigada de Trânsito da GNR registou 465 acidentes de viação nas estradas portuguesas, dos quais resultaram cinco mortos e 12 feridos graves, nos dois primeiros dias da Operação Páscoa, revelou a entidade na sua página de Internet.

sexta-feira, abril 06, 2007

13 - Fraude Nacional

Não se trata de analisar a competência.
Trata-se uma questão tão simples como a de um PM falar verdade aos seus governados.
Um PM que pressiona as chefias militares para castigar quem passeou fardado no Rossio, mas que em caso próprio contorna a legalidade para obter de forma fraudulenta um Certificado de Licenciatura, não pode ser um PM de confiança.

PS: Eu votei José Sócrates. "Mea Culpa".

12 - Sucesso Nacional

Telma Monteiro campeã da Europa

A portuguesa Telma Monteiro (-52 kg) revalidou o título de campeã europeia de judo, ao derrotar a francesa Audrey La Rizza na final dos Campeonatos da Europa, a decorrer em Belgrado…
Fonte: Lusa

11 - British Taste


Maioria dos homens trocaria namorada por carro dos seus sonhos

Uma pesquisa realizada na Grã-Bretanha mostra que 2 em cada 3 homens trocaria suas namoradas pelo carro dos seus sonhos.
A sondagem entrevistou mil donos de carro na Grã-Bretanha entre os 16 e os 24 anos.
O GloboOnline

quinta-feira, abril 05, 2007

10 - Gato Fedorento


A triste realidade parece ser mesmo esta – “Com portugueses não vamos lá”!

9 - Ironia

Londres congratula-se
Irão liberta marinheiros
Os 15 marinheiros britânicos detidos desde 23 de Março pelas autoridades Iranianas devem regressar a casa amanhã.

"Este perdão é um presente para o povo britânico", disse Mahmud Ahmadinejad.

Mahmud “O Magnânimo”.
Ou,
“É melhor usar de bom-senso antes que seja invadido”!

quarta-feira, abril 04, 2007

8 - Falar Verdade

Licenciatura de José Sócrates gera polémica na Wikipédia
Administradores da enciclopédia decidiram bloquear editores anónimos
04.04.2007 - 09h41 Ricardo Dias Felner

O gabinete do PM diz que se trata de um ataque político. Na realidade trata-se de um ataque da Democracia, no sentido de clarificar uma situação relativa a quem nos governa. E não parece que alguém esteja a pôr em causa a competência do PM, mas tão-somente, que este esclareça de uma vez por todas os seus governados, se realmente obteve de forma lícita ou não a sua Licenciatura.
Afinal de contas, o governo de Santana Lopes caiu por, entre várias acusações, ter faltado à verdade aos portugueses na questão do afastamento do Prof. Marcelo Rebelo de Sousa da TVI.
Como diz o Prof. Medina Carreira à já algum tempo, “a condição primeira para o arranque do desenvolvimento pleno da democracia em Portugal, é a de os políticos começarem a falar verdade aos portugueses”.

terça-feira, abril 03, 2007

7 - The Dark Side

ERC quer ouvir assessor e jornalistas por acusações de tentativa de controlo

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social anunciou hoje ter decidido convocar um assessor de imprensa do primeiro-ministro e seis jornalistas na sequência da publicação pelo Expresso de um artigo sobre tentativas de condicionamento dos média.

6 - Ironia

TC: Declarações patrimoniais já deviam ter sido apresentadas
Chefias militares sem declaração de rendimentos

As chefias das Forças Armadas ainda não entregaram as declarações de rendimentos no Tribunal Constitucional (TC) enquanto membros do Conselho Superior de Defesa Nacional (CSDN), como obriga a lei, apesar de exercerem funções há mais de 60 dias, prazo legal máximo.

Não é grave. Grave é passear fardado na via pública!

Mais um caso de “Façam o que eu digo e não o que faço!”

segunda-feira, abril 02, 2007

domingo, abril 01, 2007

3 - Ironia

Irão diz que Reino Unido deve alterar o seu comportamento sobre a questão dos 15 soldados detidos.
01.04.2007 - 11h11 AFP, Reuters

Portugal mostra ao mundo que está muito mais à frente. Como?
Sem necessitar da intervenção do Irão, o Governo e as chefias militares, tentam punir com DETENÇÃO mais de 30 Sargentos de Portugal!