domingo, maio 31, 2009

SUÍNOS

Hoje ao passar numa estrada que serve as entradas dos jardins do Estádio Nacional fui mandado parar pela PSP para que um autocarro com adeptos do FCP entrasse no referido estádio. O condutor não conseguiu efectuar a manobra à primeira e efectuou marcha a vante e a ré várias vezes. Enquanto isso, no interior do autocarro, os adeptos do FCP (novos e velhos) com os cachecóis “Anti-Lampiões” encostados às janelas não pararam de mostrar o dedo médio enquanto berravam: “SLB filhos da puta, SLB filhos da puta” para mim e todos os carros que estavam parados atrás, como se todos os portugueses que vivem a sul da cidade do Porto fossem benfiquistas e merecessem este tipo de tratamento.

Eu não sou de violências nem de vinganças mas queria aqui publicamente fazer um pedido a Deus: “Pai, não lhes perdoes porque eles sabem bem o que fazem e no próximo cataclismo (sismo, incêndio, inundação, doença terrível, etc.) que enviares à Terra não te esqueças de contemplar estes animais que acabei de referir. Obrigado!”

quinta-feira, maio 28, 2009

OS MENINOS À VOLTA DA FOGUEIRA

Miúdos falsificam BI para sair à noite

A prática, bem escondida dos pais, é corrente entre os adolescentes. Já há processos em tribunal.

Joana Pereira Bastos

22:35 Quarta-feira, 27 de Maio de 2009

Têm 12, 13, 14 ou 15 anos, mas no Bilhete de Identidade todos nasceram em 1992, um ano que funciona como uma espécie de livre-trânsito para sair à noite e lhes dá luz verde para beberem o que quiserem. Sem chatices e sem perguntas. Aos olhos de qualquer porteiro, já têm 16.

Tudo graças à falsificação do BI, um segredo bem guardado, cuidadosamente escondido de pais, professores e autoridades, mas partilhado por quase todos os adolescentes. A alteração da data de nascimento é hoje uma prática corrente entre os miúdos, que dizem ser "super básico" forjar o documento para poderem entrar em discotecas.

"É bué fácil e faz-se em menos de 20 minutos. Digitalizamos o BI e mudamos a data de nascimento com um programa de edição de imagem tão básico como o Paint. Depois é só imprimir e passa como uma fotocópia verdadeira. Não se nota nada", explica Luís, de 14 anos, aluno do 8º ano num conhecido colégio privado de Lisboa. (...)

Texto publicado na edição do Expresso de 23 de Maio de 2009

Todas as novas gerações são diferentes das anteriores. Os jovens tentam criar rupturas “passar os limites” fazerem o que é proibido. É de alguma forma legítimo, pois é assim também que criam ideais e novos valores para a sociedade.

Mas de facto tem de haver limites; a começar pelos limites da democracia e a acabar nos perigos para a própria saúde e aqui os adultos, ou seja, os responsáveis pelos jovens, não podem excluir-se ou alhear-se, seja por que razão for, da educação e dos actos por estes praticados. Infelizmente, por várias razões, é o que mais se vê actualmente na sociedade portuguesa.

Eu defendo portanto cada vez mais, que as responsabilidades e sanções decorrentes de crimes e outras penalidades cometidas por jovens, menores de idade, sejam parcialmente divididos com os pais.

quarta-feira, maio 27, 2009

OS HERÓIS DO MOMENTO

Caso BPN -Dias Loureiro renuncia ao Conselho de Estado.
Dias Loureiro já comunicou ao Presidente da República a decisão de abandonar o cargo de conselheiro de Estado e explica a sua posição logo à noite, na SIC.
visao.pt 16:12 Quarta-feira, 27 de Mai de 2009

Neste país e num momento em que se critica a política e os políticos (com substantivas razões), estamos perante um bom exemplo de como esses políticos e as estruturas que eles representam – neste caso o Parlamento Nacional – podem de facto funcionar e ajudar a resolver problemas que afectam a legalidade democrática e o bem-estar dos cidadãos.
Neste “Caso BPN” os partidos políticos representados na Assembleia da República estão a dar esse bom exemplo, sobretudo os que têm os seus representantes melhor preparados para lidar com a matéria relativa ao caso, que são: o Bloco de Esquerda, a CDU e o CDS-PP.

terça-feira, maio 19, 2009

NÃO HÁ COINCIDÊNCIAS

video

A confirmar-se esta notícia, é mais um exemplo da nossa cultura ética na política, que não acontece só com este partido e Governo. É o país que temos, infelizmente!

TÓTÓ

Presidente do Parlamento inglês demite-se.
Esta é a primeira demissão, em cerca de 300 anos, que um membro da câmara baixa é forçado a demitir-se.

O presidente da Câmara dos Comuns britânica, Michael Martin, posto em causa pelo seu papel no escândalo do reembolso de despesas, anunciou hoje que abandonará o cargo a 21 de Junho.
"Para que a unidade (dos Comuns) se possa manter, decidi que renunciarei ao cargo de 'speaker' no domingo 21 de Junho", declarou Martin, que ocupa o cargo há nove anos.
A eleição do sucessor realizar-se-á a 22 de Junho, precisou durante uma breve declaração perante os deputados.
É a primeira vez em mais de 300 anos que um presidente da câmara baixa do Parlamento britânico é forçado a demitir-se.
Martin, de 63 anos, deputado trabalhista de Glasgow e antigo operário metalúrgico, estava há vários dias na mira de numerosos eleitos, que o criticavam por não ter conseguido reformar o sistema de reembolso de despesas dos deputados. Este está no centro de um dos maiores escândalos políticos dos últimos anos no Reino Unido.
O "speaker" dirige os debates parlamentares, mas está também encarregado do funcionamento geral dos Comuns, que inclui o reembolso das despesas dos eleitos.
Lusa 16:44 Terça-feira, 19 de Maio de 2009

São muito estúpidos, estes políticos ingleses. Têm muito que aprender com os nossos!

segunda-feira, maio 18, 2009

WIKI - WIKI

"Shane Fitzgerald
A mentira que correu o mundo
Estudante de Sociologia queria perceber até onde uma informação falsa poderia circular na Internet e conseguiu pôr jornais de respeito a divulgar uma citação inventada no obituário de Maurice Jarre.

Tem 22 anos e está no último ano de Sociologia Económica na University College Dublin. Até há semana passada era um perfeito anónimo para além do seu círculo de familiares, amigos e conhecidos, mas hoje tem centenas de entradas na Internet e é falado pelo mundo inteiro.
Shane Fitzgerald conseguiu enganar os jornais de todo o mundo com uma falsa citação de Maurice Jarre colocada na Wikipédia, a enciclopédia interactiva disponível na Internet e depois reproduzida em órgãos de informação acima de suspeita como o Guardian e o BBC Music Magazine na altura da morte do compositor. Só quando anunciou o que tinha feito é que a maioria dos órgãos de informação se apercebeu do erro." (...)
Dn Online, ANTÓNIO RODRIGUES, 16 Maio 2009.

quarta-feira, maio 13, 2009

DESCULPE, FOI ENGANO!

"OMS investiga hipótese de vírus ter sido desenvolvido para testar nova vacina.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) está a investigar a tese de um investigador australiano de que o vírus da gripe A (H1N1) pode ter sido desenvolvido como erro humano para testar uma nova vacina, noticiou a agência Bloomberg.
Adrian Gibbs, de 75 anos, que colaborou nas pesquisas que conduziram ao antiviral Tamiflu, admitiu, em entrevista à Bloomberg, que pretende publicar hoje um relatório assinalando que a nova estirpe de vírus gripal pode ter sido, acidentalmente, resultado de um erro humano.
O H1N1 poderá ter surgido devido a experiências científicas com o intuito de desenvolver vírus que possam ser utilizados por laboratórios farmacêuticos na produção de vacinas.
Gibbs refere que chegou a esta conclusão ao traçar as origens do H1N1 através da análise do seu modelo genético.
A OMS recebeu, no fim-de-semana, o relatório com as conclusões do investigador e está analisá-lo, segundo o director-geral adjunto da organização, Keiji Fukuda, adianta o portal da Bloomberg.
Contudo, os Centros para a Prevenção e Controlo das Doenças dos Estados Unidos, que já receberam igualmente o relatório por intermédio da OMS, consideram que há falta de evidências que sustentem a tese de Adrian Gibbs.
O investigador australiano foi um dos primeiros cientistas a analisarem o "mapa" genético do vírus H1N1, que foi identificado há três semanas no México, epicentro da epidemia da gripe A.
Para o "número dois" da OMS, um vírus que resulte de experiências laboratoriais ou de testes de vacinas pode indiciar a necessidade de maior segurança.
Segundo o mais recente balanço da OMS, a gripe A já infectou 5.251 pessoas em 30 países, causando a morte de 61."
TSF Online 13-05-09 06:30