domingo, fevereiro 26, 2006

sexta-feira, fevereiro 24, 2006

Casos de Sucesso Nacionais - XXIX

José Afonso
Poeta, cantor e compositor, José Manuel Cerqueira Afonso dos Santos, nascido a 2 de Agosto de 1929, em Aveiro, e falecido em 1987, foi estudante na Faculdade de Letras de Coimbra, tornando-se notado pelas suas interpretações do fado típico daquela cidade, não apenas pela qualidade da sua voz mas desde logo pela originalidade que emprestava às suas interpretações. A sua formação musical integra um processo global de actualização temática e musical da canção e fado de Coimbra. É assim que o cancioneiro de Zeca Afonso recria temas folclóricos e até infantis, reescrevendo formas tradicionais como a "Canção de Embalar", evocando mesmo, neste retomar das mais puras raízes culturais portuguesas, o ambiente lírico dos cancioneiros primitivos (cf. "Cantiga do Monte"), ao mesmo tempo que introduz no texto temas resultantes de um compromisso histórico, denunciando situações de miséria social e moral (os meninos pobres, a fome no Alentejo, a ausência de liberdade) e cimentando a crença numa utopia concentrada no anseio de "Um novo dia" ("Menino do Bairro Negro"). Reagindo contra a inutilidade do "cantar o cor-de-rosa e o bonitinho, muito em voga nas nossas composições radiofónicas e no nosso music-hall de exportação", parte da convicção de que "Se lhe déssemos uma certa dignidade e lhe atribuíssemos, pela urgência dos temas tratados, um mínimo de valor educativo, conseguiríamos talvez fabricar um novo tipo de canção cuja actualização poderia repercutir-se no espírito narcotizado do público, molestando-lhe a consciência adormecida em vez de o distrair." ("Notas" de José Afonso in Cantares, p. 82). Canções decoradas por várias gerações de portugueses, filhas da tradição e incorporando elas por seu turno a tradição cultural portuguesa, a maior parte dos temas de Zeca Afonso integram, como voz de resistência, mas também como voz pura brotando das raízes do ser português, o imaginário de um povo que durante a ditadura decorou e entoou intimamente os versos de revolta de "Vampiros" ou de "A Morte Saiu à Rua", ou que fez de "Grândola, Vila Morena" o seu hino de utopia e libertação. Menos equívoca, no pós-25 de Abril, mas animada pelo mesmo ímpeto de reivindicação de justiça e de apelo à fraternidade, a sua canção, no que perde por vezes de subtil metaforização imposta pela escrita sob censura, ganha em força e engagement, na batalha contra novos fantasmas da alienação humana como o imperialismo, a CIA, o fascismo brasileiro, o novo colonialismo de África, o individualismo europeu. Neste alento, as Quadras Populares (1980) constituem uma verdadeira miscelânea sobre os novos desconcertos do mundo, as suas novas e renovadas formas de opressão, enumerando uma por uma as iniquidades, disparates e esperanças frustradas da sociedade saída da revolução de Abril, aspirando, em conclusão, a uma revolução ainda não cumprida ou ainda por fazer. Apesar de galardoado por três vezes consecutivas (1969, 1970 e 1971) com um prémio oficial, a sua produção viria a ser banida dos meios de comunicação, dado o seu conteúdo indesejável para o regime; por essa mesma ordem de razões (talvez mais do que pela inovação musical), a sua popularidade viria a crescer após a reimplantação da democracia.
© 2004 Porto Editora, Lda.

quinta-feira, fevereiro 23, 2006

SINAIS - IV

Sá Fernandes alvo de tentativa de corrupção
O vereador da Câmara Municipal de Lisboa apoiado pelo Bloco de Esquerda, José Sá Fernandes, foi alvo de uma tentativa de corrupção por parte do sócio principal da empresa BragaParques no âmbito do processo Feira Popular/Parque Mayer, anunciou hoje o Gabinete Municipal do partido.
... O comunicado salienta que «a atitude do vereador foi a de denúncia imediata da situação às autoridades policiais» e que actualmente Sá Fernandes «aguarda serenamente» que as autoridades competentes se pronunciem sobre esta matéria...
Bons Sinais, sem dúvida!
Parece que mais "Sás" Fernandes são precisos neste país!

SINAIS - III

Portugal com menos mortes nas estradas
Portugal apresenta uma das maiores reduções no número de mortes nas estradas, nos últimos quatro anos. A conclusão é do relatório da Comissão Europeia, apresentado ontem em Bruxelas. Entre 2001 e 2004, registou-se uma diminuição de 23 por cento na mortalidade, nas estradas nacionais, ao baixar de 1 670 vítimas mortais para 1 294.
Parece que finalmente começam a aparecer bons sinais!

Cenas de um Equívoco com 800 e tal anos (também conhecido como, Portugal)

OS PAIS DA BEBÉ que entrou há dias no Hospital Amadora-Sintra têm visitado desde então a menina de seis meses que foi alvo de maus-tratos, apurou o “Portugal Diário”. Apesar dos “sinais de negligência”, a GNR adiantou que ainda não entrou qualquer queixa por maus-tratos e que por isso não é possível efectuar diligências para apurar quem terá maltratado a menor.
As visitas efectuadas pelos pais não têm sido impedidas pelo hospital uma vez que ainda não existe processo judicial, matéria crime, ou suspeito. Assim, não há argumentos legais que possam impedir os pais de visitar a filha.
Não entrou qualquer queixa? E quem a devia apresentar? A Bébé de 6 meses???

Made in DINAMARCA

LEGO
Fundada pelo dinamarquês Ole Kirk Christiansen em 1932, a fábrica de brinquedos só adquire o nome Lego em 1934, tendo sido oficialmente registrado apenas em 1954. Dedicava-se inicialmente ao fabrico de brinquedos, entre outros utensílios, em madeira. Só em 1947, quando investiu numa máquina de fazer moldes, é que começou a trabalhar com plástico, porém não pondo de parte a madeira.As precursoras das famosas peças de construção da Lego surgiram em 1949, mas foram comercializadas apenas na Dinamarca. Só em 1959 foi patenteada a invenção do sistema de encaixe, ainda hoje utilizado nestes brinquedos, que permite um número elevado de combinações de peças.O ano de 1960 foi marcado por um incêndio num armazém de brinquedos de madeira, após o qual a empresa decidiu dedicar-se inteiramente à produção de brinquedos de plástico, que para além de serem mais leves podiam ter cores mais sugestivas. Ao longo dos tempos a Lego foi desenvolvendo vários jogos de peças para construção, desde comboios, a castelos, a robots, entre muitos outros. Um dos jogos mais famosos é a Legoland, que dá a possibilidade de construir uma cidade inteira.Estes brinquedos tornaram-se um grande sucesso mundial. São alvo de vários concursos internacionais e de exposições de esculturas que atingem grandes proporções.Para além disso, existem três grandes espaços, um na Dinamarca, outro nos Estados Unidos da América e outro na Inglaterra, chamados Legoland, para quem quiser ver em grande escala construções feitas de peças de Lego, representando castelos, paisagens e monumentos de várias partes do mundo.
© 2004 Porto Editora, Lda.

quarta-feira, fevereiro 22, 2006

100 ANOS

Manifesto do Partido Comunista
Publicação em 21 de Fevereiro de 1848

Membros da Liga dos Comunistas, Karl Marx e Friedrich Engels são por ela encarregados de elaborar o Manifesto do Partido Comunista, que acaba por resultar num documento em que se expõe a doutrina do socialismo científico, não só como programa político e filosófico, mas também como incitação à luta do operariado. O Manifesto surge, assim, na sequência do apelo lançado por aquela sociedade operária internacional, por ocasião do seu congresso realizado em Londres em 1847, onde é publicado no ano seguinte. Trata-se de uma peça de interesse fundamental na História do comunismo, na medida em que traça directrizes para uma teoria e uma prática revolucionárias. Resumem-se essas linhas de força ao reconhecimento da luta de classes como inquestionável motor da História, à missão do movimento operário, unido e forte, no sentido da derrocada final do capitalismo e ao fim das contradições da sociedade de classes, passando pela ditadura do proletariado. Termina o Manifesto com uma frase que se converteu no lema do comunismo mundial: "Proletários de todo o mundo, uni-vos!"...
© 2004 Porto Editora, Lda.
Perante a actual conjuntura mundial, dá vontade de adaptar este lema para "Democratas de todo o mundo, uni-vos!"

segunda-feira, fevereiro 20, 2006

JUSTIÇA SOCIAL II

O modelo de financiamento do Serviço Nacional de Saúde (SNS) poderá passar a ser pago parcialmente pelo utente, afirmou, esta sexta-feira, o ministro da Saúde, António Correia de Campos.

Ponto 1 - O modelo de financiamento do SNS, já é pago totalmente pelos cidadãos que efectuam descontos para o Estado Português;

Ponto 2 - Se o Estado não tem capacidade para manter este modelo, escolha outro que não obrigue os cidadãos a pagar em duplicado.

Questão - A título de que mérito, foram os administradores da Metro do Porto, premiados em 650 mil euros (citando o Dr. Pedro Nunes, Presidente da Ordem dos Médicos, em declarações na TSF, hoje), após uma derrapagem financeira de 140% (mais de um bilião de euros)?

Conclusão - É a Justiça Social que temos!

IRONIAS XXIX

Oeiras.
Isaltino acusa Teresa Zambujo de «ilegalidades».
expresso-online, 20 de Fevereiro de 2006
Já faltou mais, para ver Teresa Zambujo e toda a oposição da câmara de Oeiras na prisão.

domingo, fevereiro 19, 2006

Casos de Sucesso Nacionais - XXVIII - Amor à Camisola

Levaram as cores de Portugal na camisola e trouxeram... medalhas de ouro. Mas ninguém os conhece, ninguém os reconhece, nem ninguém sabe as condições em que treinam. São os nossos campeões do mundo: 32 homens e mulheres, 9 deficientes, 15 campeões colectivos. Medalhas de ouro que Portugal ganhou no ano passado em várias modalidades. Mas afinal quem são estas pessoas?
Sílvia Saiote - mini-trampolins. Aos 17 anos, já acumulou mais de 50 medalhas, entre as quais 3 medalhas de ouro. Foi vice-campeã de Portugal, foi campeã do mundo, individualmente e por equipas.
António Bento, conhecido por alguns como "Bento Algarvio", tem 31 anos. Desde 2002, acerta em cheio na medalha de ouro no mundo do boxe.
Maria João Morgado tem 26 anos e é diferente. A paralisia cerebral com que nasceu obrigou-a a perder horas da infância dentro de água, para treinar a mobilidade. Nessa altura, nadava subornada a chupa-chupas. Hoje é na piscina que se sente como peixe na água e já representou tão bem Portugal que trouxe três medalhas de ouro, nos 50, 100 e 200 metros livres.
Ricardo Leal dos Santos é a excepção à regra. É gestor. Foi a somar pontos nos patrocínios que conseguiu acelerar a fundo e juntar no currículo quatro "dakares", 12 corridas de quad, vulgarmente conhecido por moto 4, e ganhar uma Taça do Mundo.

São quatro histórias de sobrevivência num país pequeno, à beira-mar plantado, onde os campeões do mundo nem parecem ter lugar.

Reportagem SIC Título - "Amor à camisola"
Jornalista - Bárbara Alves da Costa
Imagem - José Eduardo
Edição de imagem - Marco Carrasqueira
Produção - Isabel Mendonça
Coordenação - Daniel Cruzeiro

FDS - Imagens do Século XXI - III


Protesto de muçulmanos em Londres

FDS - Imagens do Século XXI - II

Abu Ghraib

sábado, fevereiro 18, 2006

JUSTIÇA SOCIAL

Aumentos na administração do Infarmed
Governo sobe em 30% os ordenados dos cinco administradores
Só o presidente do Infarmed, com esta actualização do salário, passa a ganhar mais 1300 euros por mês.
Excerto do Diário da República n.º 159— 19 de Agosto de 2005
PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS
E MINISTÉRIO DA SAÚDE
Despacho conjunto n.º 599/2005.
1— Nos termos e ao abrigo do n.º 2 do artigo 9.o do Decreto-Lei n.º 495/99, de 18 de Novembro, é nomeado presidente do conselho de administração do Instituto Nacional da Farmácia e do Medicamento o Prof. Doutor Vasco António de Jesus Maria.
2— O presente despacho produz efeitos a partir de 20 de Julho de 2005. 18 de Julho de 2005.— O Primeiro-Ministro, José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa.— O Ministro da Saúde, António Fernando Correia de Campos.

Resumo curricular
Identificação— Vasco António de Jesus Maria.
Graus académicos:
Doutor em Medicina (Imunologia), Faculdade de Medicina de
Lisboa, Universidade de Lisboa, Julho de 1997;
Licenciado em Medicina, Faculdade de Medicina de Lisboa, Universidade
de Lisboa, Outubro de 1982.

Cargos Actuais:
Professor auxiliar da Faculdade de Medicina de Lisboa, Instituto
de Medicina Preventiva, desde 1998;
Regente da disciplina de Medicina Geral e Familiar da Faculdade
de Medicina de Lisboa, desde 2005;
Coordenador do Gabinete de Apoio à Investigação Científica,
Tecnológica e Inovação (GAPIC) da Faculdade de Medicina
de Lisboa, 2002;
Investigador principal do Instituto de Medicina Molecular
(IMM), Faculdade de Medicina de Lisboa, desde 2002;
Membro da comissão de estudos pós-graduados da Faculdade
de Medicina de Lisboa, desde 2003;
Director clínico do Núcleo de Estudos Clínicos e Epidemiológicos,
Faculdade de Medicina de Lisboa, 2005;
Perito da Agência Europeia de Avaliação de Medicamentos
(EMEA) para a área da segurança, desde 2003;
Membro da comissão técnica de medicamentos do INFARMED,
desde 1996;
Vice-presidente da Comissão Nacional de Ética para a Investigação
Clínica (CEIC), 2005.
Estava o Prof. Doutor mesmo necessitado de um mísero aumentozito de 1300€!
Cá está um óptimo exemplo de Justiça Social: 30% para uns; 1,5% para outros!

O Caso do Envelope 9

Andamos todos (ou quase) a pregar à liberdade de imprensa, à duas semanas, a propósito dos cartoons.
Esta história da confiscação de informação a jornalistas do 24 Horas, o que é, snão um ataque à liberdade de imprensa?

Ontem passou na RTP mais um episódio da excelente série sobre a vida de Bocage. A determinada altura e a despeito de umas caricaturas anónimas endereçadas ao Intendente Pina Manique, este ordenava ao seu Capitão que descobrisse a origem das mesmas, dizendo "mais importante que impedir a leitura, é impedir a escrita".

Também, ainda só passaram 250 anitos!

quinta-feira, fevereiro 16, 2006

GUANTÁNAMO

Direitos Humanos.
ONU pede encerramento imediato de Guantanamo
16.02.2006 - 11h32 Lusa

O Sr. Bush, que pretende o aval da Onu para "intervir" no Irão, talvez atenda este pedido.

PENSÕES


Fátima Felgueiras recebia pensão choruda.
Justiça. A presidente da Câmara de Felgueiras, Fátima Felgueiras, recebeu durante 2004, enquanto estava fugida no Brasil, uma pensão mensal de 3449 euros, escreveu o CM. A declaração de rendimentos entregue pela autarca ao Tribunal Constitucional, adianta que a pensão corresponde à reforma a que Fátima Felgueiras tem direito por ter sido professora na Escola Secundária de Felgueiras durante cerca de dez anos.
In, Destak, 5ª Feira, 16 de Fevereiro de 2006
Quero ir dar aulas para a Escola Secundária de Felgueiras!

DONATIVOS

A Polícia Judiciária (PJ) apreendeu cerca de 200 mil euros em dinheiro no automóvel do presidente do Organismo Autónomo de Futebol da Associação Académica de Coimbra, José Eduardo Simões, noticiou hoje o «Jornal de Notícias».
De acordo com o «JN», parte do dinheiro que estava na posse do dirigente seria «alegadamente proveniente de donativos para a Académica/Organismo Autónomo de Futebol, havendo também montantes que seriam seus».
Já não se pode receber uns "Donativozitos"!

segunda-feira, fevereiro 13, 2006

O MESTRE

13-02-1906
03-04-1994

Agostinho da Silva
Professor e investigador português, George Agostinho Baptista da Silva ficou conhecido para sempre como um dos grandes filósofos portugueses. Nasceu em Fevereiro de 1906, no Porto, e com 22 anos terminou a licenciatura em Letras, com a nota máxima de 20 valores.Mais tarde, em 1931, o filósofo portuense fundou, em Lisboa, o Centro de Estudos de Filologia, encargo que lhe foi atribuído pela Junta Nacional de Educação, e que está actualmente transformado no Centro de Linguística da Universidade Clássica de Lisboa.Quatro anos depois, em 1935, Agostinho da Silva foi demitido da sua condição de professor do ensino oficial por se ter recusado a cumprir a chamada "Lei Cabral", isto é, assinar uma declaração em que garantisse não pertencer a qualquer organização secreta. Apesar de não pertencer a nenhuma organização desse género, Agostinho da Silva recusou-se a assinar tal documento por ir contra as suas convicções pessoais.Em 1944, foi excomungado pela Igreja, facto que o levou a abandonar Portugal para se fixar no Brasil, país onde desempenhou funções e ocupou cargos importantes no domínio da investigação histórica, mantendo sempre ligações de docente com universidades brasileiras e com os Colégios Libres do Uruguai e Argentina.Em 1976, Agostinho da Silva, portuense com naturalidade brasileira há mais de 20 anos, decidiu voltar a Portugal, sendo reintegrado no Ensino Superior, na qualidade de aposentado como Professor Titular das Universidades Federais do Brasil. Com direito a uma pensão de aposentação, decidiu, ainda em 1976, criar o Fundo D. Dinis para atribuição do prémio com o mesmo nome, prémio D. Dinis.Para além de professor, filósofo e investigador, George Agostinho Baptista da Silva notabilizou-se também como escritor, em cujo currículo constam mais de 60 obras, muitas delas publicadas durante a sua permanência no Brasil. Agostinho da Silva morreu em 3 de Abril de 1994, com 88 anos de idade.
© 2004 Porto Editora, Lda.
Em pequeno, lembro-me que quando Agostinho da Silva aparecia na televisão, os mais velhos diziam "olha, lá está aquele velho maluco!". Ignorância.
Mais tarde, lembro-me de Agostinho da Silva ter previsto que no futuro seriam os africanos a liderar o mundo, por via da emigração, do "cansaço de liderança" e cedência dos povos do hemisfério norte.
Já vi esse processo mais utópico!

sábado, fevereiro 11, 2006

Comunicado do MNE


Simpatizo com as ideias políticas do Prof. Dr. Freitas do Amaral e quem sou eu para criticar as posições políticas tomadas pelo ex Presidente da Assembleia-geral da ONU. Mas não posso concordar com o comunicado emitido pelo MNE. É que não se trata somente de um apaziguamento, trata-se de uma coisa muito importante que, como diz JC no seu blog,
"Voltar às entrelinhas, em Liberdade, é trair a Liberdade.
A LIBERDADE NÃO PODE TER MEDO. "

quinta-feira, fevereiro 09, 2006

Solidário com os Solidários


"Não nos move o ódio ou ressentimento contra nenhuma religião ou causa. Mas não podemos deixar que o medo domine a agenda do século XXI".

Sou Solidário a esta causa!

IRONIAS XXVIII


Valentim Loureiro está indiciado por 26 crimes de corrupção activa e dois crimes dolosos de prevaricação.
In, público. clix.pt 09/02/2006

Tudo blasfémias!

terça-feira, fevereiro 07, 2006

Constatação Histórico Religiosa II

Abraão
Primeiro patriarca da Bíblia, viveu provavelmente no século XIX a. C. Oriundo de Ur, na Mesopotâmia, foi, de acordo com os textos do Génesis, convocado por inspiração divina do seu país de origem para se estabelecer com o seu clã na Palestina. Rumando pelo deserto, atingiu, primeiramente, a terra de Harran, na Alta Mesopotâmia, derivando posteriormente para as terras de Canaã, já na Palestina. Proveniente de um povo pagão e idólatra, a tradição considera-o como o primeiro hebreu a assumir o monoteísmo, ou crença em um só deus, contra o politeísmo (vários deuses) da terra de origem. Abraão teve que lutar contra várias provações na confirmação da sua fé e confiança de Deus: uma fome que o obrigou a ir para o Egipto e no regresso a Mambré, Hébron, teve que ajudar seu sobrinho Lot, cativo do rei de Emam. Ao regressar deste auxílio, todavia, é recompensado com uma bênção de Deus por Melquisedec. Ainda que de provecta idade e casado com uma mulher estéril, Sara, Deus, "anunciou" a Abraão que ele seria o fundador de uma grande nação. Como referem os textos bíblicos, este homem da "Aliança e da promessa", através da descendência de seus dois filhos, Ismael, filho de uma escrava sua chamada Agar, e Isaac, de Sara, o "filho das promessas divinas", Abraão é proclamado como a figura ancestral dos povos judeus e árabes, sendo-o igualmente, depois, dos cristãos. Assim, os fiéis das três grandes religiões monoteístas - Judeus, Cristãos e Muçulmanos - consideram-se, em comum, como "filhos de Abraão", que a Bíblia designa como "o Pai dos que acreditam". Ainda relativamente à sua descendência, Deus, para pôr à prova uma vez mais a fé de Abraão, ordenou-lhe que sacrificasse o filho da sua união com Sara, Isaac, tão ansiado e esperado fora. Resignado, o velho patriarca preparava-se já para imolar Isaac, quando Deus, satisfeito com a fé de Abraão, trocou o rapaz por um carneiro. Depois de Sara falecer, Abraão, então com 135 anos, desposa Cetura, que lhe deu mais seis filhos. Abraão, todavia, morreria aos 175 anos.

© 2004 Porto Editora, Lda.

Constatação Histórico Religiosa

Deus

Allah
A pedra basilar da fé islâmica é a crença estrita no monoteísmo. Deus é considerado único e sem igual. Cada capítulo do Alcorão (excepto dois capítulos) começa com "Em nome de Deus, o beneficente, o misericordioso". Uma das passagens do Alcorão frequentemente usadas para ilustrar os atributos de Deus é a que se encontra no capítulo (sura) 59:
"Ele é Deus e não há outro deus senão Ele, Que conhece o invisível e o visível. Ele é o Clemente, o Misericordioso!
Ele é Deus e não há outro deus senão ele. Ele é o Soberano, o Santo, a Paz, o Fiel, o Vigilante, o Poderoso, o Forte, o Grande! Que Deus seja louvado acima dos que os homens Lhe associam!
Ele é Deus, o Criador, o Inovador, o Formador! Para ele os epítetos mais belos" (59, 22-24).
Este Deus do Islão é precisamente o mesmo da religião Cristã e da religião Judaica.
São as três religiões descendentes de Abraão.
Já agora e como curiosidade, a filha de Maomé, tinha por nome Fátima. E casou com Ali, primo de Maomé. Ali, o fundador da seita religiosa Xiita.

segunda-feira, fevereiro 06, 2006

Às portas da BARBÁRIE

Eu sou ateu, mas não deixo de respeitar as opiniões religiosas de todo e qualquer ser humano. Mas não deixo igualmente de respeitar esse mesmo ser humano, que vejo muitas vezes representado por reféns ocidentais, a ser degolados, em países muçulmanos. E as mulheres apedrejadas, violentadas e torturadas, por cometerem adultério, enquanto os homens podem pela lei do livro, ter várias mulheres.
Não estou de acordo com a política seguida pela administração Bush, mas não posso concordar com as revoltas armadas, incendiando embaixadas e ameaçando pessoas de morte, devido às caricaturas da polémica. Caricaturas que foram publicadas em Setembro de 2005 e agora estão a ser politicamente aproveitadas, pelos líderes religiosos e políticos islâmicos.
A minha civilização já passou a Idade das Trevas há mais de 500 anos e muitos seres humanos foram queimados na fogueira da "Santa Inquisição", por defenderem, entre outras coisas, a liberdade de se exprimirem livremente (Nicolau Copérnico, foi queimado por defender a teoria heliocêntrica) e não estou disposto a conhecer a forma de vida desses tempos NEGROS.
Eu que até sou ateu, mais me faltava, fazer uma caricatura ao Deus do futebol Maradona e vir um Argentino ameaçar-me de morte.
Serve também este assunto, para abrir os olhos, áqueles que celebraram a queda das torres gémeas norte-americanas. Gostava de ouvir a sua opinião sincera e não a politicamente correcta, como andam a fazer todas as pessoas que são inquiridas publicamente sobre este assunto. E fazem-no porque na realidade têm medo de sofrer represálias.
E é assim que se vai globalizando o ESTADO DE TERROR!
E não estou enganado! Está muita gente calada neste momento, porque é o mais cómodo, porque na verdade TÊM MEDO de sofrer represálias.
Respeito a dignidade e a religião alheias, mas não posso concordar com a forma como está a ser dirigida a reacção dos povos do Islão.
Não quero viver na Barbárie!