terça-feira, julho 29, 2008

CÂNCER


Gestores públicos receberam 27 milhões.
EMPRESAS DO ESTADO. Os encargos com a remuneração das administrações das empresas públicas subiram no ano passado 30%. As Finanças dizem que os dados de 2006 e 2007 não são comparáveis, mas admitem que o número de gestores subiu com os administradores não executivos
Cada gestão custou 349 mil euros em 2007.
Ana Suspiro, DN on-line, 29 de Julho de 2008


Os gestores do SEE (Sector Empresarial do Estado) financiam alguns partidos políticos e algumas “negociatas” através das empresas que gerem e os políticos encobrem e remuneram muito bem estes seus “servidores”. Trata-se de uma simbiose inevitável com que o nosso país já se acostumou a viver. É um cancro maligno, completamente disseminado por todo o território nacional, que os portugueses vão ter de alimentar e sustentar toda a vida.
Assim, continuemos a votar no “grande centrão” (PS/PSD), para dar continuidade à existência do “Grande Tumor”!

4 comentários:

Anónimo disse...

Continuemos não, que eu nunca votei no centrão, mas que há muita gente que vota, lá isso há.
Tambem estão a tratar da vidinha não é?

BV

BLOGADOR disse...

Mea culpa.

Anónimo disse...

A marca Salazar
A Vida Privada de Salazar é o título de uma mini-série produzida por Manuel S. Fonseca, administrador delegado da Valentim de Carvalho-Filmes, em parceria com a SIC e com o apoio de dinheiros públicos através do recém criado FICA - Fundo de Investimento para o Cinema e o Audiovisual. O actual director de programas da SIC, Nuno Santos, destacou “o apelo crescente que a marca Salazar tem gerado junto do público”. Fonseca, por seu lado, considera que “uma série desta natureza ensina-nos a olhar para as grandes figuras da história portuguesa, tendo esta [Salazar] marcado para o bem e para o mal”. Talvez a seguir o Estado lhe dê mais dinheiro para nos mostrar os lados bons e os lados maus da Pide

BV/MDV

O Bicho disse...

..e não se pode, simplesmente, eliminá-los???